29 de janeiro de 2010

O sangrar do teu silêncio

"Sem você, é como a noite sem a lua,

o dia sem o sol.
é como a primavera sem flores.

A falta de você,
me faz viver menos.

Seu silêncio me envenena a alma,
machuca a alma,
sangra minha alma.

A vida com você, é fantasia,
é sonho, é minha alegria.

E quando estou no aconchego
de minha casa,
numa noite fria e chuvosa,
olho para a janela e consigo ver
o desenho do seu rosto,
sorrindo para mim,
por ainda saber que te olho assim...

tão infinitamente apaixonada."


By LMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário