15 de abril de 2009

Quem é feliz?



Você já se fez essa pergunta alguma vez em sua vida?

Você se sente feliz quando:

Anda de bicicleta?
Vai ao shopping?
Come uma deliciosa pizza?
Olha para a lua?

Bom, todos nós nos sentimos felizes quando realizamos essas coisas, principalmente quando fazemos isso com a pessoa que amamos. Nos sentimos felizes quando estamos rodeado das pessoas que tem uma grande importância em nossa vidas.

Nos momentos mais difíceis são elas que nos animam e nos dão uma outra perspectiva de vida!!


Bom, em meio a tantas lágrimas derramadas, assistindo o filme: A Procura da Felicidade, percebi que cada dia é uma nova chance de ser feliz de verdade, pois quando chega a nossa hora temos que ter a certeza de que pelo menos uma vez fomos felizes de verdade.

Lute pelo o que você acha certo!
Lute por sua felicidade!


11 de abril de 2009

Filme Crepúsculo (Twilight)


Alguém já assistiu a esse filme ou leu o livro?

Se já ótimo, se não, eu recomendo!!

Depois da febre de Harry Potter, temos agora uma outra obcessão literária e cinematográfica: Crepúsculo!!

Eu, particularmente, não me interessava pelo filme, muito menos pelo livro, mas há dois dias atrás, quando estava baixando filmes pela internet, vi o filme Crepúsculo disponível para download, foi aí que me interessei e baixei.

Baixei o filme só por curiosidade, pois queria ter certeza se a fama era justa ou temporária.
Quando eu assisti, me dei conta que a fama era justa, nem imaginava qual era o tema do filme, só sabia que se tratava de vampiros, mas está além disso.

Agora fiquei morrendo de vontade de ler o livro e saber como essa história termina.

A série tem atualmente possui 5 volume:

1º volume: Crepúsculo
2º volume: Lua Nova
3º volume: Eclipse
4º volume: Amanhecer
5º volume: Sol da Meia-Noite

Todos escritos pela Stephenie Meyer.

Para quem nunca viu o filme ou nunca vou falar, aqui está o trailler para vcs curtirem!!



Pessoal, expresse sua opinião: COMENTEM!!


9 de abril de 2009

Do croissant ao pãozinho francês






Agora com a repaginada no blog, poderei postar os mais diversos assunto e para começar, vou falar de algo que é o destaque do ano de 2009:
O ano da França no Brasil
Graças a minha querida professora de francês (l'incroyable Renata), hoje eu conheço o herança que a cultura francesa trouxe para a nação brasileira e principalmente para minha vida!
Bom, mais cedo ou mais tarde, como de costume, eu sempre toco no assunto arquitetura (que é meio automático rsrs), mas não menosprezando as demais heranças, mas a mais charmosa e glamurosa, na minha opinião, é a herança arquitetônica.
A influência francesa na arquitetura brasileira durou aproximadamente de 1816 até a Segunda Guerra Mundial e se manifestou sob a forma de quatro estilos distintos: o neoclássico, o eclético, o Art Déco ou Art Nouveau e o moderno.
Segundo o arquiteto e professor da FAU-USP Carlos Lemos, essa influência foi mais forte no Rio de Janeiro na época do império e em São Paulo a partir do estilo eclético (século XIX), patrocinados principalmente pelos barões de café. Lemos afirma que essa inspiração trouxe para o Brasil muito mais do que uma estética de fachada, mas um modo de morar à francesa, em que, pela primeira vez, as construções eram divididas em alas totalmente independentes – de dormir, de estar e de serviço. "Essa é, com certeza, a maior contribuição da arquitetura francesa ao Brasil. Conceito utilizado até hoje na maioria dos projetos", afirma.
O estilo eclético começou a se impor no Rio de Janeiro no final do século XIX. Uma data é importante para explicar o fim do neoclássico no país: em 1889, o Brasil vira República e quer cortar os laços com Portugal. O período eclético corresponde, segundo Hugo Hamann, arquiteto e urbanista, que trabalhou durante cinco anos no Copacabana Palace, ao auge da influência francesa na arquitetura brasileira.
A vontade do governo de mostrar para o mundo que o Brasil era agora "um país novo" foi uma das causas das mudanças dos padrões artísticos em vigor. Na opinião de Hamann, são dois edifícios que melhor caracterizam o estilo eclético no Rio de Janeiro: o Teatro Municipal, situado na Praça Floriano, no Centro, e o Copacabana Palace, na Avenida Atlântica.

Teatro Municipal do Rio de Janeiro

Copacabana Palace

Para o arquiteto Carlos Lemos, além das construções assinadas por Ramos de Azevedo, outras obras-primas erguidas em São Paulo também levam a marca francesa em suas linhas, comoa a Vila Penteado, sede do clube São Paulo;

Estação Júlio Prestes
A Estação Julio Prestes é toda inspirada no estilo Luis XVI, a estação foi desenhada pelo arquiteto paulista Christiano Stockler das Neves. Inaugurada em 1938, depois de 12 anos de construção, a estação foi concebida para sediar a Estrada de Ferro Sorocabana. O projeto reflete toda a formação conservadora de Stockler e é uma obra inacabada, de acordo com o arquiteto Carlos Lemos. "A inspiração é toda francesa, no entanto a obra é inconclusa pois faltam as placas de ardósia no alto do prédio", explica.

Palácio Campos Elíseos
Encomendado pelo exportador de café Elias Antonio Pacheco, o palácio tem arquitetura inspirada em um castelo francês e foi considerado o imóvel mais chique da cidade no início do século XX. A construção é toda ornamentada por figuras trazidas da Europa e, hoje, aguarda um projeto de restauração que traga de volta seus tempos áureos.

Viaduto do Chá
Essa obra, por sinal, foi o primeiro viaduto construído em São Paulo. Idealizado pelo francês Jules Martin e inaugurado em 1892, o viaduto demorou 15 anos para ser concluído. Isso aconteceu porque o arquiteto teve de convencer os paulistanos da necessidade de ligar a rua Direita com o morro do chá – como era conhecida a área onde estava a chácara dos barões de Tatuí, com plantações de chá. O barão de Tatuí estava entre os moradores que seriam desapropriados para construção da obra e ele não pretendia sair de sua casa. Até o dia em que a população favorável à obra armou-se de picaretas e atacou uma das paredes do sobrado. Com argumentos tão "convincentes", o Barão revolveu mudar-se e a obra pôde ser terminada.

Instituto Biológico
Catedral Gótica da Sé

Além da herança arquitetônica, a França nos deixou também uma herança na gastronomia, como por exemplo o croissant, o pãozinho francês (até o fim do século XIX, o pão mais popular do Brasil era bem diferente, com o miolo e casca escuros. Os viajantes de famílias ricar que voltavam da França descreviam o produto a seus cozinheiros, que tentavam reproduzir a receita pela aparência.). Ganhamos herança também na literatura, na música, na nossa cultura, no vocabulário e assim por diante.
Eu costume dizer que:
"Nós brasileiros somos um pouquinho do que há de melhor no mundo!!"

Daniel Lavoie - Il's s'aiment

8 de abril de 2009

Mudança do nome do blog

Vocês devem está se perguntando por que eu mudei o título do blog?

Bem, já faz alguns dias que eu estava pensando em postar outros assuntos que não fosse voltados a arquitetura, pois bem, eu me prendia muito a isso, por isso mudei o nome. Mudei para fazer desse blog o meu blog de verdade!!

Todos conheciam o:

Diário de uma arquiteta

Agora eu vos apresento:

Rêves de fille
(que em francês, quer dizer: Sonhos de menina)

A arquitetura nos dar o poder de concretizar os nossos sonhos mais íntimos.
Ela consegue nos tirar o fôlego, com sua grandiosidade e imponência.

Aqui estão alguns exemplos de sonhos concretizados:

Hotel Unique (Arq. Ruy Ohtake)


Cidade das Artes e das Ciências (Arq. Santiago Calatrava)


Catedral de Brasília (Arq. Oscar Niemeyer)


Torre Eiffel (Engenheiro Gustave Eiffel)

Só coloquei alguns edifícios ou monumentos simbolícos para vocês perceberem que os sonhos realmente não têm limites, e isso não é só na arquitetura, mas na vida também: as paixões, o amor, a riqueza, a alegria... tudo isso e muito mais não podem ter limites.

Faça como todos os arquitetos:

S
O
N
H
E

Mas além disso também concretize os seus sonhos...

Para finalizar: Sonhos de menina são os sonhos mais puro e intocáveis que existem.

Je veux avoir rêves de fille!!


3 de abril de 2009

VOCÊ SABE QUEM ESTUDA ARQUITETURA QUANDO:

1. Você não tem mais vergonha de babar durante as aulas,especialmente nas de Sistemas Estruturais.



2. Café e coca cola não são guloseimas, mas ferramentas de trabalho.


3. Você briga com objetos inanimados

4. Seu irmão ou irmã pensa que é filho único.

5. Você não é visto em público.

6. Você usou um filme ou um cartao inteiro para fotografar uma calçada.

7. Você recicla todo o seu lixo fazendo maquetes.

8. Você se sente ofendido quando alguém te oferece uma caneta bic.

9. Você toma café da manhã , almoça e janta em uma mesma refeição.

10. Você vê os feriados apenas como mais uns dias para colocar seu trabalho em dia.

11. Você tem mais fotografias de prédios do que de pessoas.

12. Você leva seu namorado(a) em uma construção.

13. Você percebe que curvas francesas não são tão legais assim.

14. Você pode viver sem contato humano, sem comida,sem luz do dia, mas se não consegue plotar é um CAOS!

15. Você carrega tanta coisa que parece um muambeiro.